BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

sábado, 12 de junho de 2010



Eu corro pra tomar uma dose de realidade, só pra não aumentar o tamanho do seu charme e da ilusão da minha importância na sua vida. Só pra não ficar fantasiando um monte de coisas que amanhã ou depois vão me ferir. E me esfrego no banho, até sentir dor. Até desviar meu pensamento de dores antigas e concluir, mais uma vez, que não existe dor maior do que a de um coração partido. Faço o diabo a quatro pra não me apaixonar por você. Ando em linha reta, me encho de notas mentais e faço de tudo para não lembrar (muito) das suas melhores qualidades.

E de nada adianta. Meu corpo me sabota. Sinto saudade do seu cheiro, da sua respiração na minha nuca, da sua facilidade em bagunçar meu cabelo. Faço questão de lembrar o quanto gosto das suas mãos, do seu queixo, das suas implicâncias. Tenho vontade de morder você todinho e te chamar de meu, mas tenho que me controlar. E finjo que sou dessas mulheres modernas que tem romances com prazo de validade, por isso, não sentem as ausências e as constantes despedidas. Mas confesso que finjo muito mal. Nasci na época errada e minha transparência faz questão de invadir todos os lugares que estou e me surpreender com um tapa estalado.

Eu canso da solidão, mas sinto repulsa só de pensar em ceder o lugar vazio para mais uma dessas pessoas não dão a mínima para o amor. Eu quero café da manhã na cama, casar na igreja, fidelidade, sexo matinal, luz apagada, naturalidade, confiança. E eu quero você. Meio torto, despreocupado e distraído. Você acaba com todos os meus planos e me deixa insegura com tanta desordem. Você não se importa com datas, não chega na hora certa e sequer me garante exclusividade. Desaparece, me deixa louca e faz com que eu me convença de que não há mais nada entre nós. Mas surge no dia seguinte, com mil cartas na manga, me fazendo esquecer todas as promessas que me fiz na noite passada. E é com esse jeito meio torto, meio canalha, meio perigoso que eu me pego apaixonada pelos seus defeitos. Louca por tudo que eu tenho vontade de criticar e fazer as malas para abandonar sua casa e sua vida.

Não me contento com o pouco que você me oferece e tenho vontade de jogar tudo para o alto quando paro pra pensar nas chances mínimas de darmos um nome para às nossas mãos dadas e corações aflitos. Enquanto eu quero me entregar sem freios e me apaixonar sem medidas. E eu choro e sofro e grito e repudio quem tenta me aconselhar. Por que no final do dia, eu sempre acabo da mesma forma.. Em silêncio, deitada na sua cama, examinando cada detalhe do seu rosto com as mãos. O mundo poderia acabar à qualquer momento que eu sequer sentiria dor.

12 comentários:

Amanda Guimarães disse...

"Não me contento com o pouco que você me oferece e tenho vontade de jogar tudo para o alto quando paro pra pensar nas chances mínimas de darmos um nome para às nossas mãos dadas"
MUITO MUITO Thais Luquez.

"Por que no final do dia, eu sempre acabo da mesma forma.. Em silêncio, deitada na sua cama, examinando cada detalhe do seu rosto com as mãos." E essa então!? O.O

Realmente cada vez me surpreendo mais com sua determinação e talento.
Dentre todas as dores e amores, entre erros e acertos, o seu sorriso nunca deixa de aparecer. E mesmo que as coisas estejam acontecendo da pior forma possivel, você sempre tem força pra levantar a cabeça e seguir enfrente.
Te adimiro e me espelho em você em muitos momentos.
Essa Thais MULHER, FORTE, DETERMINADA, SEGURA, esta mais presente do que você imagina.

EU TE AMO MUITO
E amei esse texto em especial ;)

Camila Paier disse...

"Ando em linha reta, me encho de notas mentais e faço de tudo para não lembrar (muito) das suas melhores qualidades." Te entendo completamente, nesse trecho. Fico no mesmo dilema de cair no que eu nem sei muito bem o que é, ou, me privar e fazer a moderna. E é complicado, né? Dói, e confunde. Mas te desejo toda a luz do mundo, que quero pra mim!
Beijoca guria

LSR disse...

hahahaa é mesmo! mas o pior é q nem posso dizer q foi exatamente o ultimo. Ou seja, isso tb nao se aplicaria de todo modo :/
Tô passando rapidinho pq to atrasada, dps volto pra ler o texto =)
Beijos

Brasil Desnudo disse...

Será que você nasceu no lugar e na época errada mesmo?
Ou isso é uma passagem da vida, onde todos nós adolescentes passamos.
Desilusões, sofrimento, paixões não correspondidas... Isso acontece com todo mundo.
Mas olhe 360 gruas ao seu redor e, pra dentro de si mesma, e veja o quanto você é importante.

Marcio RJ

LSR disse...

"Eu corro pra tomar uma dose de realidade, só pra não aumentar o tamanho do seu charme e da ilusão da minha importância na sua vida."

"Sinto saudade do seu cheiro, da sua respiração na minha nuca, da sua facilidade em bagunçar meu cabelo. Faço questão de lembrar o quanto gosto das suas mãos, do seu queixo, das suas implicâncias."

"Eu quero café da manhã na cama, casar na igreja, fidelidade, sexo matinal, luz apagada, naturalidade, confiança. E eu quero você. Meio torto, despreocupado e distraído."

"Desaparece, me deixa louca e faz com que eu me convença de que não há mais nada entre nós. Mas surge no dia seguinte, com mil cartas na manga, me fazendo esquecer todas as promessas que me fiz na noite passada"

"Não me contento com o pouco que você me oferece e tenho vontade de jogar tudo para o alto quando paro pra pensar nas chances mínimas de darmos um nome para às nossas mãos dadas e corações aflitos"

Às vezes (muitas) parece que vc está escrevendo sobre mim
hahahaha
Lindo texto, pra variar hehe =)
Boa semana p vc viu?
Beijao

Camila disse...

intrigante.
(O mundo poderia acabar à qualquer momento que eu sequer sentiria dor)
*----------------------*

' JESSICA LOUREIRO - disse...

As vezes não sei se você passa por isso tudo, ou se você consegue escrever com os olhos de outra pessoa, assim como os escritores muita das vezes fazem. Mas no final, não importa! Pois seus textos são lindos, com tanta veracidade, e com tanta magia ao mesmo tempo. E eu sei, que se um dia você parar de escrever, eu sentirei falta dos seus textos, que no final sempre me fazem abrir um sorriso de lado, e dizer "Essa é a Thaiz Luquez" .
beeijos flor ;*

CKM disse...

Liindo! *-*

Daniela Filipini disse...

Quando algo tem que ser, não existe ato que o impeça de acontecer!

Pedro Rodrigues disse...

pra que comentar num texto desses? *--*

Ucha... disse...

Ahhhh, liiiindo demais teu blog... muito fofo mesmo. Passa nos meus pra me visitar? http://blogdaucha.blogspot.com/ e http://palavrasdearvoresalheias.blogspot.com/

Caroline B. disse...

"Eu corro pra tomar uma dose de realidade, só pra não aumentar o tamanho do seu charme e da ilusão da minha importância na sua vida."

Lindo *-*