BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

sábado, 5 de junho de 2010



Eu passo por ele, ele passa por mim e sequer precisamos dizer alguma coisa. Parece que todo o meu corpo congela e apenas o meu coração continua brigando para não parar também. Cada vez mais rápido, cada vez mais alto. Os segundos parecem uma eternidade e consigo, facilmente, ignorar todo o resto ao nosso redor. Percebo que a intensidade que deposito em nós é tão grande, que até esqueço de respirar quando me aproximo de você. Esqueço de respirar, de resistir.

Eu não faço ideia de como chamar a mistura de sentimentos que ele causa dentro de mim. E me pego jogando todos os livros de autoajuda e suas teorias no lixo, e me encho de notas mentais para não abrir mão de todo o meu lado racional. Não é só amor. É tesão, pele, carinho, liberdade, carência, celulares desligados, vidas deixadas de lado. Ele me liberta de algemas que levei a vida inteira colocando. E torna o mundo tão simples, que eu acabo precisando de um manual para deixar de ser tão complicada. Ele se aproxima rapidamente. Me pega no colo e eu perco toda a forma e o juízo. Deixo ele me moldar o quanto quiser, para caber exatamente no seu colo e na sua vida. Perco as rédeas, o equilíbrio, o controle e o interesse por todos os corpos que não sejam o dele. E depois do êxtase, ele me liga no dia seguinte só pra dizer que me adora, afastando qualquer culpa ou arrependimento.

Será que alguém pode contar pra ele que isso vicia? Mal começou e já me pego segurando na barra da sua calça feito uma criança perdida, transbordando de esperança. Já me encho de ilusões e crio planos que nunca vão dar certo, mas e daí? Antes de beijar aquele desconhecido, minha vida sequer tinha um sentido. Não é só amor. É apego, saudade, ciúme. O resto parece desinteressante e sem cor. Talvez eu tenha quebrado as regras e perdido todo o meu juízo quando resolvi me entregar de corpo e alma para um desconhecido charmoso, mas o amanhã não me importa. As mãos dadas, os toques, as declarações no meio da noite e os pequenos detalhes fazem com que todos os riscos valham a pena. Não é só amor. É mais do que isso.

15 comentários:

LSR disse...

Nossa menina, ficou lindo o texto, pra variar hehehe
Me identifico com mta coisa q vc escreve! rs
e aaaah, possivelmente é erro aqui nas configurações, dei uma olhada, mas não tenho a minima ideia de como arrumo isso :S
vc sabe? hahaha
beeeijo!

LSR disse...

Olha, consegui arrumar pra comentar lá. De inicio pensei q era algum erro no codigo do template, aí mudei o template, de outro site. Não deu. Ai coloquei um template do proprio blogger. Nao deu. Ainda por cima aconteceu o mesmo no blog mais antigo qd mudei :S Afeee! Passei raiva a tarde toda até dar um jeito aqui.
Eeeenfim... ainda não descobri oq é. Arrumei de novo, mas aí ainda nao sei como alterar o template mantendo os comentarios funcionando. Aiai
hahahaha
beijos!

Lorena Granja. disse...

meu Deus, que texto lindo.
adoro textos assim, são meus preferidos e você escreve lindamente.
mas é assim mesmo, sabe?
se a gent epudesse controlar tudo o que sentimos as coisas não teriam graça.
lindo mesmo.

beijos

lolla ramona (: disse...

obg por seguir ;
bom final dee semana <33
beeijos !

Primícia Wanessa. disse...

Adorei o teu blog, é muito lindo *-*
me segue? http://dilemasdeumamentecomplicada.blogspot.com/
beijos :*

YASMIN LOPES disse...

eu adorei Thais =)

Amanda Teles e Tamillys Camilo disse...

Ei,linda
Amei essa postagem!
Obrigada pelo comentário carinhoso no meu blog!
Bjão ;)

Tamillys

Ana Paula disse...

Lindo, lindo e lindo! Grande texto moça! =)

Amanda Guimarães disse...

Ah amiga que amooor!
Amei. Um toquezinho doce, especial nesse texto. Vou ate ler algumas vezes mais rsrs
Beijos TE AMO!

Daniela Filipini disse...

Sentimento não se explica, nem se entende. Simplesmente existe, acontece. E quando acontece, nada é capaz de fazer parar, nada. É como uma tempestade, uma ventania. Chega sem pedir permissão, devasta tudo e por vezes, passa. Mas existe também aquele sentimento que pra sempre permanece, esse eu ainda não conheci.

Leandro Lima disse...

Entendo que os machucados são inúmeros, mas NÃO desista do Amor, por favor! Desista de algumas pessoas, tudo bem, mas não do Amor...
=D

Leandro Lima disse...

Olhos verdes!? No mínimo, é linda!

YASMIN LOPES disse...

aah que bom que gostou, rs =)
Eu adorei tb teus textos, estou lendo teu blog com calma! beijoooo enorme.

Amanda Teles e Tamillys Camilo disse...

Amigaa.. teu texto tá lindoo.. mas algumas vezes tu usou VOCÊ e outras ELE.. ajeita.. eu tb vivo fazendo isso.. primeiro falando dele e depois pra ele rs.

Caroline B. disse...

"Não é só amor. É tesão, pele, carinho, liberdade, carência, celulares desligados, vidas deixadas de lado. Ele me liberta de algemas que levei a vida inteira colocando. E torna o mundo tão simples, que eu acabo precisando de um manual para deixar de ser tão complicada."
Você escreve tão bem, me lembra tanto a Verônica H. no modo de se expressar (e pode acreditar, isso é puta elogio, na minha opinião, rs).

Tô seguindo aqui, claro :*